-A A +A
Laboratório de Estudos de História Política e das Ideias

Antonio Carlos Amador Gil

  Lattes Email

Prof. Dr. Antonio Carlos Amador Gil

lattes antonio.gil [at] ufes.br

Pós-Doutor em História (USP) – Doutor em História (USP)

Professor associado IV da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes)

Coordenador do Laboratório de Estudos de História Política e das Ideias

Área de Atuação

Antonio Carlos Amador Gil é pós-doutor e doutor em História pela Universidade de São Paulo (USP), mestre, bacharel e licenciado em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Desde 1992 é professor de História da América na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). É professor associado IV do PPGHIS-UFES (mestrado e doutorado). Coordena na UFES o Laboratório de Estudos de História Política e das Ideias - LEHPI, onde é pesquisador. Foi presidente da ANPHLAC (Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas) no biênio 2006-2008 e atualmente é seu vice-presidente (2012-2014). Foi membro da diretoria da Associação Nacional de História (ANPUH-Brasil) de 2003 a 2007.Tem experiência na área de História, com ênfase em História das Américas. Suas pesquisas têm se concentrado nos domínios da história política, da história cultural e da história das ideias, atuando principalmente nos seguintes temas: identidade nacional; culturas políticas; identidades étnicas; história indígena; imprensa; liberalismo e neoliberalismo; democracia e autonomia; intelectuais; e movimentos sociais de contestação e resistência.

O professor estuda o processo de construção das identidades nacionais e das identidades étnicas, analisando as configurações de poder e as transformações que ocorrem nos laços identitários que embasam o poder estatal em termos nacionais. Entre o amplo espectro de possibilidades, o professor trabalha e aceita projetos nos domínios da história social, política, cultural e das ideias. Diversas propostas relacionadas à temática das identidades podem ser apresentadas. Podemos destacar, somente a título de exemplo: os processos de Independência; o processo de formação das nações e as políticas de construção da unidade nacional; a mestiçagem e o indigenismo; a identidade nacional na contemporaneidade; o multiculturalismo; os discursos pós-coloniais; a reafirmação das identidades étnicas; a questão da autonomia e da democracia; os movimentos revolucionários; os movimentos sociais de contestação e de resistência. Estas e outras possíveis propostas de trabalho podem ser discutidas com diversas abordagens e permitem o uso de diversos objetos de estudo, como os discursos históricos, políticos, intelectuais, cinematográficos, e outros discursos impressos e audiovisuais.

 

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910